OS 6 INDICADORES FINANCEIROS MAIS IMPORTANTES PARA SUA EMPRESA

Para verificar como está o crescimento de uma empresa, e de modo a permitir que isso ocorra, é necessário que se saiba interpretar e analisar resultados operacionais, que se tenha conhecimento de indicadores financeiros. Para identificar o desenvolvimento da corporação é fundamental compreender demonstrativos financeiros.

Através dos indicadores financeiros é possível ter uma perspectiva do cenário em que a companhia se encontra, como está seu desempenho e assim desenvolver estratégias que envolvem tomadas de decisões mais inteligentes para a situação da empresa. As decisões feitas após análise crítica do quadro de indicadores da organização são mais assertivas, pois se norteiam em dados embasados e direcionam o andamento da empresa para as expectativas e metas estabelecidas previamente.

Somente com essa análise é possível perceber se o empreendimento atingiu as metas estabelecidas ou quanto falta para isso, se está com boa saúde financeira ou se precisa de decisões mais arrojadas para ser colocada de volta nos eixos.

Atrelada a uma gestão organizada está a organização financeira. Podemos situar a viabilidade da empresa através de informações financeiras quando estas se apresentam de forma clara e objetiva. Mas o que são esses indicadores financeiros? Bem, eles atuam como métricas que são calculadas através dos dados alcançados nos demonstrativos de resultados da empresa. Além disso, funcionam provendo informações que auxiliam a análise do desempenho corporativo e tomada de decisões. Dessa forma, é possível perceber a importância que esses indicadores tem e como eles permitem o acompanhamento e crescimento das organizações. Sabendo disso, confira 6 dos principais indicadores financeiros para seu negócio:

Margem operacional

Margem operacional
Margem Operacional

Esse indicador é importantíssimo, pois trata da rentabilidade do negócio, auxilia a entender as receitas operacionais. Esse indicador nos mostra as receitas oriundas das atividades corporativas que se transforam em lucro após abatimento de despesas, ou seja, qual parte no caixa gerado é fruto da atividade principal da empresa, seja venda de produtos ou oferta de serviços. Ele nos dá a receita líquida da companha em um período determinado. Mostra quanto a empresa ganhou, percentualmente, em relação ao que vendeu.

Cobertura de juros

Esse indicador tem relação com o capital da empresa, de forma estrutural, uma vez que avalia a capacidade da empresa de saldar os juros contratuais de seu endividamento e empréstimos sem que comprometa o valor gerado em caixa. Ou seja, a possibilidade que a empresa tem de pagar juros contratuais sem comprometer o caixa gerado.

Assim, esse indicador nos fornece uma ideia de como os juros de endividamento comprometem o negócio, se prejudicam o caixa e nos possibilita traçar estratégias para diminuir esse impacto, auxiliando na busca de alternativas.

Liquidez corrente

Esse indicador é utilizado para calcular a capacidade empresarial de cumprir com todas as suas obrigações a curto prazo, dentro da data de vencimento. Ele verifica quanto a empresa tem a receber no curto prazo e quanto tem a gastar avaliando o mesmo período. Caso seja constatado que a empresa não tem condições de cumprir com essas obrigações monetárias, é necessário que a gestão avalie o que aconteceu e tome decisões que guie a organização para um melhor desempenho. Além disso, ao analisar a liquidez corrente de uma companhia investidores verificam a viabilidade de aplicar seu dinheiro nela, portanto é interessante que esse indicador seja maior, pois significa mais segurança.

Giro de caixa

Através desse indicador conseguimos constatar o ritmo com que a receita obtida através de vendas é utilizada para financiar as atividades corporativas, ou seja, a velocidade com que as contas se transformam em vendas ou caixa.

Grau de satisfação dos consumidores

Grau de satisfação dos consumidores
Grau de satisfação dos consumidores

Grau de satisfação dos consumidores

Os indicadores listados acima analisam dados passados, já esse tem uma preocupação maior com o futuro. O nome já é bastante autoexplicativo, esse índice tem a função de medir o grau de satisfação dos clientes da companhia. Com esse dado é possível entender o comportamento dos consumidores e pensar em estratégias de fidelização. Essa pesquisa é importante para entender como a empresa é percebida pelos clientes e o que pode fazer para retê-los, além de compreender se os consumidores atendidos estão contribuindo para uma boa ou má publicidade da companhia. A ideia é entender como deixa-los ainda mais satisfeitos com os produtos ou serviços.

Parcela de mercado

Também conhecido como Market Share, esse indicador aponta qual parte do mercado a empresa atende, revela também a capacidade de atender aos consumidores e potencial de crescimento. Auxilia a entender qual sua participação no mercado e o espaço disponível para crescimento, ajudando na tomada de decisões e criação de estratégias.

Conclusão

É necessário estar por dentro das operações da empresa, conhecer seus indicadores financeiros para poder entender seu comportamento e melhor gerenciá-la. Ao saber interpretar corretamente os indicadores se torna possível conhecer mais a fundo a empresa e compreender seus pontos fracos e pontos fortes. Tendo essa visão de negócio, é mais fácil definir ações estratégicas para trazer melhorias no desempenho corporativo.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, adicione sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *